Created with Snap

Dia do Orgulho LGBTQIA+

Tempo de leitura: 5 minutos.

Dia do Orgulho LGBTQIA+ e ONGs que apoiam os que precisam.

O Dia do Orgulho LGBTQIA+ é celebrado em 28 de junho e teve origem no ano de 1969, em Stonewall Inn, Greenwich Village, Estados Unidos. A data marca o dia em que gays, lésbicas, travestis e drag queens enfrentaram policiais e iniciaram um protesto em prol do movimento pelos direitos LGBTQIA+ nos Estados Unidos. O acontecimento, conhecido como Stonewall Riot (Rebelião de Stonewall), se estendeu durante seis dias e como uma reação às ações da polícia que, segundo os manifestantes, promovia batidas e revistas humilhantes em bares, clubes de casas noturnas focadas no público LGBTQIA+ de Nova Iorque.

Esses protestos são considerados o início do movimento, que desde então só tomou cada vez mais força. Por isso o dia 28 de junho é conhecido mundialmente como o Dia Internacional do Orgulho LGBTQIA+. Uma data para celebrar as vitórias sociais já conquistadas, mas também para relembrar que ainda há um longo caminho a ser percorrido, além de incentivar a conscientização sobre respeito e aceitação.

Diante desse cenário de luta social, existem diversas ONGs no Brasil que apoiam e ajudam pessoas LGBTQIA+ que se encontram com algum tipo de dificuldade, seja financeira, de integração social ou que vivem uma situação de violência ou abandono.  A Unidas selecionou algumas das maiores e mais conhecidas instituições, para que todos possam conhecer melhor a sua luta e dar a sua contribuição no Dia do Orgulho LGBTQIA+.

Dia do Orgulho LGBTQIA+ interna 1

Dia do Orgulho LGBTQIA+: Casa 1

Localizada no centro da cidade de São Paulo, a Casa 1 surgiu da iniciativa do jornalista Iran Giusti. Funcionando desde 2016, o espaço representa uma organização não-governamental que promove moradia para membros da comunidade LGBTQIA+, tudo financiado por doações de pessoas e empresas que acreditam no trabalho realizado.

A ONG trabalha com três focos principais:

Uma república de acolhimento para pessoas que tenham sido expulsas de suas casas por causa de suas orientações afetivas, sexuais ou de gênero.

Um Centro Cultural com atividades que exploram a diversidade e que promove oficinas, cursos, exposições, palestras, debates, exibições, etc.

E a Clínica Social Casa 1, que oferece atendimento médico, especialmente com terapeutas e psicólogos, para membros da comunidade LGBTQIA+ sem acesso a esse tipo de tratamento.

A Casa 1 chegou a anunciar que, em 2019, encerraria suas atividades por dificuldades financeiras, mas diversas pessoas se solidarizaram com o problema, o que foi convertido em diversas doações que permitiram que a ONG mantivesse suas portas abertas.

A ONG conta com um portal de financiamento coletivo, onde aqueles que quiserem podem doar de R$ 10 a R$ 150 reais mensais. As doações são feitas através do site Benfeitoria.

 

Dia do Orgulho LGBTQIA+: Casa Florescer

A Casa Florescer é uma ONG que dá suporte a travestis e mulheres transexuais em situação de risco. Criada em 2015, a casa foi o primeiro projeto a ajudar pessoas LGBTQIA+ sem acesso a moradia.

O espaço oferece atendimento social, psicológico, de saúde, de educação e de reinserção no mercado de trabalho. Para funcionar de maneira viável, o projeto conta com voluntários e doações que podem ser feitas em dinheiro ou então através de objetos como: lençóis, cobertores, travesseiros, produtos de higiene pessoal, alimentos, livros, roupas, eletrônicos e qualquer outro que possa ser útil no dia a dia dessas pessoas.

Para se voluntariar ou apoiar, basta entrar em contato através do telefone ou pelas redes sociais da Casa Florescer.

 

Dia do Orgulho LGBTQIA+: Casa Nem

A Casa Nem fica na cidade do Rio de Janeiro e atualmente está localizada no bairro de Copacabana. O projeto é um espaço de acolhimento para pessoas LGBTQIA+ em situação de risco social, com foco em transexuais e transgêneros sem acesso a moradia.

O espaço abriga diversos projetos de especialização e recolocação profissional, como PreparaNem, CosturaNem, FotografaNem, YogaNem, LibrasNem, entre outros.

A organização promove algumas festas que são realizadas para ajudar a arrecadar recursos para manter o local. A ONG também recebe diversos tipos de doações, como dinheiro, alimentos, móveis, roupas, lençóis e cobertores. Para ajudar, você pode levar as doações até a sede do projeto ou entrar em contato através das redes sociais.

Para saber mais sobre como ajudar quem precisa no inverno,  clique aqui!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

você também pode gostar de: